• Curta no Facebook
  • Siga no Twitter
  • Acompanhe no Instagram
  • Feed RSS
Assessoria Especial de Juventude

IVJ

Apresentação sobre o IVJ.

O Índice de Vulnerabilidade Juvenil foi proposto com o objetivo de comparar e avaliar qualitativamente a situação dos jovens em todos os municípios do Paraná. São considerados vulneráveis os jovens, entre 15 e 29 anos, que se encontram em situação de risco. Esta definição é feita no Estatuto da Juventude a partir da avaliação da condição de vida destes jovens e considera indicadores como o acesso à saúde, segurança pública, trabalho e educação. O índice irá contribuir para o desenvolvimento de políticas públicas voltadas para os jovens do Paraná de acordo com as necessidades reais.

O IVJ é constituído por diversos indicadores, como crimes envolvendo jovens, mortalidade juvenil e empregabilidade, entre outros, que apontam um resultado final que pode variar entre 0 e 1, sendo o mais próximo de 1, maior a vulnerabilidade dos jovens do município.

A proposta é tornar esse índice uma ferramenta que possibilita o acompanhamento das condições de vulnerabilidade dos jovens de todo o estado. O IVJ dá uma real visualização da condição dos jovens, algo que os outros índices não abordam com tanta clareza. Além disso, o IVJ tem um caráter multidimensional, que abrange diversos aspectos e permite uma visão ampla do jovem paranaense.

A construção do cálculo que gera o IVJ leva em conta aspectos como as estatísticas oficiais disponíveis publicamente e elementos que são determinantes para a situação de risco dos jovens, conforme determina o Estatuto da Juventude.


NOTA METODOLÓGICA DO ÍNDICE DE VULNERABILIDADE JUVENIL


O Índice de Vulnerabilidade Juvenil corresponde ao universo dos 399 municípios paranaenses que, de acordo com o Censo Demográfico de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), possuíam 10.444.526 habitantes, dos quais 25,95% compreendiam a faixa etária de 15 a 29 anos de idade.

A escolha dos indicadores foi feita considerando os aspectos básicos indispensáveis para subsidiar a elaboração de políticas públicas voltadas à população jovem dos municípios paranaenses. Para tanto, foram utilizadas variáveis de caráter anual e de recorte municipal, cujas bases de dados são as estatísticas oficiais disponíveis, oriundas, em sua grande maioria, de registros administrativos.

A seguir, apresentam-se as variáveis pormenorizadas da composição do Índice de Vulnerabilidade Juvenil do Paraná, formado pelas áreas que se seguem.

SAÚDE

Para o componente saúde, utiliza-se a base de dados da Secretaria de Estado da Saúde (SESA), possibilitando o cálculo da proporção de óbitos por causas evitáveis nas faixas etárias de 15 a 29 anos de idade e a proporção de nascidos vivos de mães entre 15 e 19 anos de idade. Estes indicadores estão relacionados tanto ao acesso quanto à disponibilidade de recursos de saúde na localidade de residência. O acompanhamento permite identificar se o serviço de saúde de determinado município tem sob controle as causas de morte de sua população e da vulnerabilidade social da maternidade na adolescência, o que melhora o direcionamento dos recursos e das políticas de saúde preventivas.

SEGURANÇA

Para o componente segurança, foram selecionados dois tipos de variáveis: uma delas associada à autoria e outra à vítima de ocorrências relacionadas a delitos e acidentes de trânsito envolvendo a população na faixa etária de 15 a 29 anos de idade.
A fonte de informação para estas variáveis é a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária (SESP).

EDUCAÇÃO

Este componente compreende indicadores do ensino fundamental e médio, cujas informações são oriundas do Ministério da Educação.
As variáveis adotadas foram a taxa de distorção idade/série, a taxa de abandono e a taxa de reprovação, que são indicadores fundamentais para aferir o desenvolvimento dos municípios, uma vez que o acompanhamento dos progressos alcançados pela educação básica é essencial para direcionar políticas públicas para a faixa etária em estudo.

EMPREGO

Com dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a subárea Emprego é composta por duas variáveis – remuneração nominal média e proporção de postos de trabalho cujos ocupantes possuem o ensino médio completo –, as quais têm por objetivo verificar a situação de vulnerabilidade em relação à renda da população na faixa etária de 15 a 29 anos de idade.

IVJ 2012
2012
IVJ 2013
2013
IVJ 2014
2014

IVJ - Municípios do Paraná (clique aqui)

 
Mais notícias
 
 
 
 
 

 
Recomendar esta página via e-mail: